MNP

Notícias

17/04/2017
Fonte: Noticias Agricolas

Mato Grosso suspenderá vacinação contra aftosa em quatro anos

Mato Grosso vai extinguir a vacinação contra a febre aftosa até 2021. A data foi anunciada na última semana, durante o seminário internacional da Comissão Sul-Americana para a Luta Contra a Febre Aftosa (Cosalfa).

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) apresentou, durante o encontro, o plano para retirada da vacina em todo o país e até 2023 o Brasil deve conquistar do status de zona livre da aftosa sem vacinação.

A Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) participou seminário juntamente com representantes do Instituto e Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) e da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato).
 
O diretor-técnico da Acrimat e médico veterinário, Francisco De Sales de Manzi, afirma que a retirada da vacina já e um caminho sem volta “O Mapa anunciou que até 2023 o Brasil deixa de vacinar contra a febre aftosa em todo o país. Agora começam os trabalhos técnicos que irão guiar as ações em todo o território. As discussões agora são como será a retirada e não mais se será retirada”.

              
Outras notícias
25/04/2017 - Expectativa de safra maior pressiona preços do milho
25/04/2017 - Preços firmes no mercado do boi gordo
25/04/2017 - Carta Leite - Maiores laticínios do Brasil em 2016
25/04/2017 - Mato Grosso do Sul produz 50,2 milhões de toneladas de cana
25/04/2017 - Clima muda e entressafra faz preço do leite subir 8% ao produtor de MS
20/04/2017 - Tocantins se prepara para campanha de vacinação antiaftosa
20/04/2017 - BOI/CEPEA: Maior interesse comprador eleva preços
20/04/2017 - Alexandre Raffi, vice-presidente da Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores de Novilho Precoce
20/04/2017 - JBS suspende paralisação de unidades do Estado
20/04/2017 - 9 verdades e 1 mentira sobre o agronegócio
Mais Notícias
 

Endereço:
Rua Raul Pires Barbosa, 116
Campo Grande/MS

Telefones:
(67) 3341-1444

E-mail:
contato@mnp.org.br