MNP

Artigos

22/08/2014
Fonte: Jean Sérgio Rosset

Demarcações de Terras indígenas no Brasil / Demarcação de Terras no Oeste do Paraná!

 

Como todos tem uma opinião formada sobre o assunto, aqui vai a minha... Tentarei ser o mais “sutil” possível! Ao longo do texto farei alguns questionamentos, vai de cada um pensar e interpretar da melhor forma!

 

Primeiramente, por que de tantas demarcações de terras no Brasil? Algum motivo específico?Algumas suposições surgem com relação ao assunto. Por que a grande maioria das áreas, “escolhidas a dedo”, são altamente produtivas e ricas?Sejam na parte de solos, minérios, bacias hidrográficas!!!

 

Será que boa parte do nosso “querido” Brasil será parte integrante, ou posso chamar assim de nova “Raposa Serra do Sol”? O que sobrará do Brasil? São Paulo, Rio de Janeiro, e Brasília?É inacreditável como essa questão é tratada no nosso País. O descaso com as classes trabalhadoras brasileiras. Classes essas que trabalham muito para sustentar nosso Brasil, pagar os impostos e ter uma vida digna! Claro que todos os cidadãos brasileiros têm seus direitos... Concordo plenamente com isso, mas será que esta é a melhor forma de resolver essa situação?Às vezes parece que o “sol esta sendo tampado com uma peneira!”

 

Vejamos o seguinte, somente um exemplo para visualizarmos melhor a situação: às vezes vamos ao supermercado e reclamamos dos preços dos nossos alimentos básicos. Alimentos esses, do autentico povo brasileiro... Arroz, feijão, carnes, verduras, etc... Por que será? Deve ser porque os agricultores do nosso Brasil não produzem, ou talvez não se importam com isso? Pelo contrário, muito pelo contrário! Muitas vezes esses DIGNOS TRABALHADORES do nosso “querido Brasil” trabalham de sol a sol, de domingo a domingo, para produzir, para sustentar sua própria família, para dar uma vida digna aos seus filhos, vida essa, que eles não possuíam quando jovens... E claro, para colocar alimento na mesa do povo brasileiro. Alimento de qualidade, produzido por mãos calejadas... mãos estas, que na época das safras, todo dia erguem-se para o céu para agradecer por uma chuva, chuva esta que salva as plantações.

 

Agricultores esses, que muitas vezes não conseguem dar tudo o que queriam para seus filhos, mas com toda certeza dão TUDO que tem para eles.Povo este, que trabalha de madrugada até tarde da noite durante muitos dias do ano. Agricultores estes, que chegam exaustos em casa depois de um dia árduo de trabalho, porém chegam felizes, pois sabem o dever foi cumprido. Sabendo que a esperança foi plantada, e se tudo der certo, a colheita será garantida.

 

Nos próximos anos o setor agropecuário brasileiro será responsável por praticamente 40% de toda a demanda mundial de alimentos. Será que isso não é questão de orgulho para o povo brasileiro? Será que nossos governantes não se orgulham disso?

 

O Brasil é chamado de “grande celeiro mundial”. Porém, quantas vezes observamos a angustia dos produtores diante vários anos de estiagem prolongada, angústia de ver suas plantações “morrendo” por falta de água. Porém, sempre as contas estão lá para serem pagas no banco...Financiamentos! Muitas vezes prolongando suas dividas, mas sempre quitando tudo no final, por mais sacrificante que seja.

 

Outras vezes escutamos dizer que a agricultura quando não feita de forma correta causa impactos ao meio ambiente. Realmente isso é verdade. Porém o Estado do Paraná se destaca no cenário agrícola brasileiro quando se trata de manejo conservacionista do solo, por exemplo, sistema plantio direto. Não só no Paraná, em todo o Brasil, onde a área cultivada comesse sistema já supera os 26 milhões de hectares. Será que isso não é evolução sustentável da agricultura?

 

Se a discussão for impactos ambientais, veja o grande exemplo do agricultor brasileiro, agricultor esse, que lidera a devolução de embalagens de agrotóxicos. Mais especificamente no Paraná, com toda sua rígida legislação ambiental, quase que na sua totalidade seguida pelos agricultores.

 

Nos últimos anos o Brasil se transformou de um país importador, em um dos maiores exportadores de alimentos do mundo. Qual a atividade brasileira responsável por grande parte do PIB brasileiro, 25%, se não for mais que isso?!Sendo representada porpequenos, médios e grandes produtores.

 

Quando digo em relação à questão de alimentos básicos na mesa dos brasileiros, somente nos últimos anos a agricultura brasileira cresceu a números extraordinários. Será que isso não é significante? Ou será que TUDO O QUE VOCÊ COME vem de outros países? Atualmente cada agricultor brasileiro produz comida para alimentar mais de 155 pessoas. Será que isso não é importante? Será que ao invés de retirarmos esses agricultores de suas terras, não teríamos que incentivá-los a produzir mais e melhor, respeitando o meio ambiente?

 

O próprio governo não diz que é a agricultura familiar que sustenta a base de alimentos do Brasil?Agricultura essa que também cresceu muito nos últimos 20 anos. Isso não quer dizer nada? Será que a produção aumentou em um passe de mágica? Ou será que isso não é fruto de um intenso trabalho de pesquisa,além de um trabalho bem feito por parte dos agricultores? A cada três empregos criados no Brasil, um vem da agropecuária. Isso não é importante? Pessoas trabalhando, gerando mais emprego e renda, gerando RIQUEZAS para o nosso Brasil!

 

Nem todas as regiões brasileiras existem somente fazendeiros, grandes produtores, grandes latifúndios, como grande parte dos brasileiros pensam. Muitas regiões, como o Oeste Paranaense, o que predomina são os médios e, principalmente pequenos agricultores. Mais especificamente 86,54% representam a agricultura familiar. Sendo que 64,85% dos agricultores da região possuem uma área de no máximo 20 hectares, ou seja, pouco mais de 8 alqueires! Isso para sustentar sua família!!!

 

O que acontecerá com esses agricultores que sempre viveram em suas terras se algo acontecer? Agricultores estes que vivem em suas áreas há mais 70 ANOS, produzindo, pagando impostos para o “nosso governo”. Agricultores estes, que chegaram à região incentivados pelo próprio governo... Região esta, que foi aos poucos sendo cultivada, gerando riquezas, empregos, gerando um futuro melhor para as gerações subsequentes! E se tudo isso acabar? Para que?Isso é VERGONHOSO!

 

“Ou será que ainda tem gente que acha que os alimentos nascem na prateleira dos supermercados?!”

 

Isso tudo sem contar a belíssima história das cidades de Guaíra e Terra Roxa, cidades históricas, organizadas... que claro, tem seus problemas como qualquer cidade, porém são cidades acolhedoras, representadas por uma classe urbana trabalhadora, que luta todos os dias, como qualquer cidadão DIGNO do nosso BRASIL!Somente Guaíra possui mais de 30.000 habitantes...E todos os outros municípios...Qual será a totalidade de pessoas prejudicadas?

 

E agora com essa disputa eleitoral? Promessas são feitas! Cumpri-las?! Não sei. Parece que ninguém quer resolver o “problema”... Estão “enrolando” os agricultores do Brasil ao invés de ajuda-los a produzir mais e melhor.

 

Muitas vezes o produtor rural é taxado como “o vilão da história”, que não se importa com o direito dos outros. Porém acredito que cada alqueire, cada hectare, cada metro quadrado de cada agricultor desse Brasil foi conquistado com suor, com trabalho, com dignidade, com RESPEITO A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA” e nada, repito, NADA foi ganho através de um “ASSISTENCIALISMO ETERNO”... Se é porque este agricultor tem um carro para andar, uma casa boa... É porque ele TRABALHOU MUITO para ter isso. Muitas, e muitas vezes economizando tudo e mais um pouco do que podia para construir sua casa, ter seu carro... Para dar uma vida digna aos seus filhos, dar estudo aos seus filhos, educação aos seus filhos... Ensinar princípios, ensinar a ter caráter, ensinar que NÃO se ganha nada se não for com SUOR, se não for com TRABALHO DURO, se não for abdicando, no mínimo, seus finais de semana para isso.

 

Esse é o “nosso Brasil”... onde os bons... Na grande maioria das vezes, pagam pelas decisões errôneas daqueles (não todos) que tem o poder na mão, e não sabem usar para realmente beneficiar o POVO BRASILEIRO.

 

O Brasil, essa ex-colônia europeia, deve sim aos povos indígenas. Mas essa dívida não é só do agricultor, essa dívida é do BRASIL TODO! É da União, é de todo mundo. O que se necessita é uma assistência eficiente aos povos indígenas e seus descendentes, dando acesso à saúde e educação para dar chance igual para todos,para que todos tenham a chance de tentar algo, para trazer os indígenas para sociedade brasileira com dignidade (claro que preservando a cultura e nunca se esquecendo das raízes) e não mendigando na beira da estrada. Necessitamos urgente de ações afirmativas para estes brasileiros.
AGRICULTOR NÃO É INIMIGO DE INDÍGENA! Enquanto o Estado se esconder atrás de ações utópicas, continuaremos vendo o que ocorre hoje: violência no campo e miséria na aldeia.

 

Dizem que o Brasil esta no rumo certo! Dizem que logo se tornará um País de primeiro mundo... Como todos tem uma opinião... Aqui vai minha... Penso o contrário...Do jeito que as coisas andam, diante dos atuais acontecimentos, o nosso Brasil terá que melhorar, e muito, para ainda continuar a ser um país de TERCEIRO MUNDO!

 

Hoje é o nosso dinheiro! Amanhã são nossas terras... E com tudo isso... Vai embora a dignidade do povo brasileiro. “Ontem isso aconteceu em outro lugar, hoje conosco, e se nada for feito... Amanhã poderá ser com você!!!

 

 

Jean Sérgio Rosset

Texto sobre as questões indígenas no Oeste do Estado do Paraná.



 

 

              
Outras notícias
15/09/2017 - Reflexos da reforma trabalhista no meio rural
13/09/2017 - O Brasil não está só no universo pecuário global
04/09/2017 - Agosto foi à gosto de quem?
01/09/2017 - O uso da ureia na nutrição de bovinos e sua viabilidade econômica
28/08/2017 - Os desafios para os pecuaristas adotarem integração lavoura-pecuária - parte 2
16/08/2017 - Imposto Territorial Rural 2017: muda o ano, permanecem os problemas
16/08/2017 - Imposto Territorial Rural 2017: muda o ano, permanecem os problemas
04/08/2017 - Seu patrimônio rural está aumentando e evoluindo?
28/07/2017 - Mercado do boi com indícios de sustentação nos preços
28/07/2017 - Boi como renda fixa?
Mais Artigos
 

Endereço:
Rua Raul Pires Barbosa, 116
Campo Grande/MS

Telefones:
(67) 3341-1444

E-mail:
contato@mnp.org.br