MNP

Artigos

03/11/2014
Fonte: Avisite

Frango agora se distancia do boi e do suíno vivos

Após fechar setembro de 2014 com uma evolução de preços no ano muito próxima daquela registrada pelo suíno e o boi em pé, em outubro o frango vivo não só ficou para trás, mas também passou a registrar rota inversa.

 

Rememorando, em 30 de setembro (e comparativamente ao que foi registrado nos primeiros dias do ano) o preço alcançado por boi e suíno registrou variação em torno de 12%, enquanto o acréscimo obtido pelo frango ficou em 8% - diferença, portanto, da ordem de 4 pontos percentuais.

 

Outubro está sendo fechado com resultados bem diferentes. Pois (números ainda preliminares) o boi deve encerrar o mês com valorização superior a 20% em relação ao preço inicial de 2014, enquanto a valorização do suíno fica em torno dos 25%. Já o frango permanece nos mesmos 8% de setembro, o que implica em uma diferença de mais de 12 pontos percentuais frente ao boi e de cerca de 17 pontos percentuais em relação ao suíno.

 

Aliás, o suíno também registra o melhor desempenho em relação ao mês anterior, setembro de 2014. Pois seu preço médio, em outubro, aumentou ao redor de 9%, enquanto boi e frango registraram índices de aumento bem inferiores, mas muito próximos entre si – +3,1% e +3,8%, respectivamente.

 

Mas o ganho do frango vivo fica limitado ao mês. Porque, em comparação ao mesmo mês do ano passado registra, em outubro corrente, valor médio 2,6% menor. Contra aumentos de cerca de 22% do boi e de 23,5% do suíno.

 

Uma situação que se repete quando comparados os dez primeiros meses de 2014 com idêntico período do ano passado. Pois suíno e boi obtêm, neste exercício, valorização da ordem de 21%-22%, enquanto o preço médio do frango vivo registra, no mesmo período, desvalorização de 2,1%.

 

 

              
Outras notícias
15/09/2017 - Reflexos da reforma trabalhista no meio rural
13/09/2017 - O Brasil não está só no universo pecuário global
04/09/2017 - Agosto foi à gosto de quem?
01/09/2017 - O uso da ureia na nutrição de bovinos e sua viabilidade econômica
28/08/2017 - Os desafios para os pecuaristas adotarem integração lavoura-pecuária - parte 2
16/08/2017 - Imposto Territorial Rural 2017: muda o ano, permanecem os problemas
16/08/2017 - Imposto Territorial Rural 2017: muda o ano, permanecem os problemas
04/08/2017 - Seu patrimônio rural está aumentando e evoluindo?
28/07/2017 - Mercado do boi com indícios de sustentação nos preços
28/07/2017 - Boi como renda fixa?
Mais Artigos
 

Endereço:
Rua Raul Pires Barbosa, 116
Campo Grande/MS

Telefones:
(67) 3341-1444

E-mail:
contato@mnp.org.br