MNP

Artigos MNP Jovem

10/06/2015
Fonte: Amanda Rocha, MNP JOVEM

Não devemos carregar conosco as crenças limitantes


Amanda Rocha, presidente MNP Jovem e acadêmica de Zootecnia

Com o objetivo de disseminar conteúdo exclusivo e diferenciado, o MNP Jovem lançou a “coluna MNP JOVEM”, composta por artigos sobre aprendizados, inserção no mercado de trabalho, opinião e vivência dos integrantes da equipe. Amanda Rocha - Acadêmica de Zootecnia e Presidente do MNP Jovem

Olá, como vai?
 
Espero que apreciem o novo projeto do MNP Jovem,como acredito muito na liderança por meio de exemplo,serei a primeira a escrever e espero logo poder compartilhar artigos dos meus companheiros de jornada.
 
O tema que vou escrever hoje é sobre “crença limitante”. Você sabe o que é crença? O dicionário define como: “Ação de crer na verdade ou na possibilidade de uma coisa. Convicção íntima. Opinião que se adota com fé e convicção”.
 
Todos nós nascemos, crescemos e aos poucos vamos definindo nossas verdades e mentiras, atrelados ao conhecimento de mundo e referências que trazemos, na maioria das vezes familiar, nossos pais e parentes nos servem de exemplo e de base, portanto assimilamos a forma de lidar com problemas, as verdades e jeito “de levar a vida”, acabamos por acreditar na visão de mundo que eles nos ensinam. Entendo que isso seja natural e importante, mas até certo ponto.
 
Nossos familiares possuem bagagem e experiência muito mais sobrecarregada que a nossa, são pessoas de outra geração, uma geração onde as oportunidades não eram tão “escancaradas” como são pra nós, não tinham a facilidade da internet, um mundo conectado nas mãos e uma velocidade altíssima para obter informação e conhecimento. Com isso nos revelam e ensinam crenças limitantes, nos apresentam suas bagagens de conformismo como forma de proteção, eu não acredito que isso seja saudável (pelo menos pra mim não é), eu cresci ouvindo e ainda ouço muito “Eu não tive as mesmas oportunidades que você”; “Você só estuda, eu na sua idade trabalhava, estudava, cuidava dos meus irmãos…”; “Se hoje eu tenho isso é porque tive que trabalhar duro, você não acha que eu queria ser outra coisa”; “Hoje eu tenho isso, mas se eu pudesse eu teria tal coisa”; “Você gosta disso, mas quando se formar e for para o mercado de trabalho não vai ter escolha e vai acabar fazendo o que menos gosta”. São crenças limitantes como essa que eu não aceito, será que é só a minha geração que pode ter escolhas? Eles não puderam fazer escolhas? Não podem escolher mudar agora?
 
Eu agradeço toda a preocupação e choque de realidade (nós precisamos muitas vezes, rsrs) que familiares e conhecidos mais experientes dão a nós jovens e sei que são eles os principais professores de nossas vidas, mas não aceito que nos ensinem que não somos os donos de nossa própria realidade, nos formem para o conformismo como lição de vida. Eu não sou mãe, não tenho minha própria família, mas quando forma-la quero ensinar aos meus filhos o prazer de ser dono da própria realidade, a emoção de se desafiar todo dia, quero ensinar como se constrói o sucesso (afinal ele não nasce do dia pra noite) e o mais importante quero ensina-los a honrar seu passado e o da sua família, mas saber que podem fazer mais e podem ser mais, basta coragem para enfrentar os dias e vontade de viver a vida como protagonista, sem esquecer a lealdade, transparência, honestidade e vários valores no qual acredito. É isso que estou buscando fazer em todos os meus dias.
 
Tenha um ótimo dia,
Abraço,
              
Outras notícias
11/01/2017 - A importância da tecnologia para o Agronegócio
31/10/2016 - Os Vaqueiros Templários
15/10/2015 - A escassez da Mão de Obra gerando mudanças
28/07/2015 - MNP Jovem, desbravando fronteiras
12/07/2015 - Liderança um ato de doação e crescimento
05/07/2015 - MNP Jovem inicia organização do II Encontro Jovens da Agropecuária
01/07/2015 - Respeito: O princípio de tudo.
25/06/2015 - Cuide do seu maior ativo, o corpo e a mente
17/06/2015 - Reclamar ou se omitir?
03/06/2015 - Objetivos certeiros, trajetória brilhante
Mais Artigos MNP Jovem
 

Endereço:
Rua Raul Pires Barbosa, 116
Campo Grande/MS

Telefones:
(67) 3341-1444

E-mail:
contato@mnp.org.br