MNP

Artigos MNP Jovem

17/06/2015
Fonte: MNP JOVEM

Reclamar ou se omitir?

Com o objetivo de disseminar conteúdo exclusivo e diferenciado, o MNP Jovem lançou a “coluna MNP JOVEM”, composta por artigos sobre aprendizados, inserção no mercado de trabalho, opinião e vivência dos integrantes da equipe.

Como estão amigos? 
 
Hoje terei a honra de participar da COLUNA MNP JOVEM, espero que minhas palavras possam contribuir de alguma forma com sua leitura. Bem, o país vive um momento crítico e não tem como não discutirmos sobre o assunto. Segundo o jornalista Sr. Arnaldo Jabor, o rombo nos cofres públicos brasileiros – veja bem, JÁ É CONSIDERADO O MAIOR DE TODO PLANETA!! Para quem crê ou não em vida fora da terra, podemos tomar como a maior corrupção do universo em todos os tempos!Os canais de informações viraram um turbilhão de informações de corrupção como nunca se viu nesse país. Somos bombardeados com notícias de desvios de dinheiro público que vão parar nas mãos de políticos e empresas, a todo momento. Mas o que fazer nesta situação? Bom, não sou a pessoa com o currículo mais adequado para tratar deste assunto, mas acredito no: “reclamar”, isso mesmo.
 A não omissão deve se tornar normal em nossas vidas, como uma troca de informações, algo para acrescentar. Um exemplo: Nesta semana fui ao mercado, onde comprei dentre vários produtos, alho a granel. Chegando no caixa, a atendente, que não estava nos seus melhores dias, começou a passar meus itens. Ao pesar o alho, reparei que sob a balança havia um pedaço do pano que ela usava para limpar a mesma. Logo resolvi solicitar gentilmente para que ela pesasse novamente, pois o pano poderia estar interferindo na pesagem. Não muito feliz, atendeu o meu pedido e em seguida chamou alguém para cancelar uma pesagem extra. Após o ocorrido, não me contive (é nesse ponto que quero chegar) , fui conversar com um suposto gerente, apenas para alertá-lo. Novamente fui educado e expliquei que meu item apesar de barato, foi pesado errado. Por malandragem ou não, eu não posso afirmar. Ele agradeceu e disse que conversaria com seus funcionários, para que o acontecido não ocorresse novamente. 
Bom, certamente alguns de você estão pensando: “Pô, mas que cara chato!”, confesso que as vezes me acho chato mesmo. Mas na minha humilde opinião, devemos TREINAR essas reclamações em nosso dia-dia, e claro pessoal, com a devida educação e respeito. Quando se tornar rotineiro, acredito que os errantes, pensarão mais em solucionar os problemas, pois somos clientes, pagamos por serviços e produtos! Apesar de querer que eles tenham mais atenção, sei que boa parte não faz nada nessas situações, porquê, justamente elas são poucas. Vemos nitidamente empresas grandes, que sabem da cultura: “Aaa se eu reclamar não adianta nada!”.
Contextualizando com o Brasil atual, eu acredito que, com o hábito, seremos mais exigentes perante nossos políticos e mais atuantes na política brasileira (porquê, afinal de contas eles são servidores, servem e prestam serviços aos cidadãos). Por fim amigos, gostaria de passar uma última mensagem para vocês: sejamos mais patriotas e não vamos desistir do Brasil. Vejo pessoas falando que sair do Brasil é a melhor opção e que não tem jeito.Essa é a nossa casa, nosso povo, nosso dinheiro, nossas riquezas, nossa cultura... Pensemos como um povo, uma equipe, que assim, tenho certeza que resolveremos aos poucos os nossos problemas e faremos do Brasil um lugar melhor para se viver no que tange a políticas públicas.
Sou Rodrigo Prudente Scalabrini, agradeço sua atenção. Fiquem com a força do campo e vamos em frente!
 
              
Outras notícias
11/01/2017 - A importância da tecnologia para o Agronegócio
31/10/2016 - Os Vaqueiros Templários
15/10/2015 - A escassez da Mão de Obra gerando mudanças
28/07/2015 - MNP Jovem, desbravando fronteiras
12/07/2015 - Liderança um ato de doação e crescimento
05/07/2015 - MNP Jovem inicia organização do II Encontro Jovens da Agropecuária
01/07/2015 - Respeito: O princípio de tudo.
25/06/2015 - Cuide do seu maior ativo, o corpo e a mente
10/06/2015 - Não devemos carregar conosco as crenças limitantes
03/06/2015 - Objetivos certeiros, trajetória brilhante
Mais Artigos MNP Jovem
 

Endereço:
Rua Raul Pires Barbosa, 116
Campo Grande/MS

Telefones:
(67) 3341-1444

E-mail:
contato@mnp.org.br