MNP

Notícias

05/05/2017
Fonte: Scot Consultoria

Comportamento misto de preços, com retomada dos abates

Mercado do boi gordo com comportamento misto.

 

Apesar da situação de preços estáveis a firmes na maioria das situações, foram registradas quedas em algumas regiões nesta quinta-feira (4/5), com destaque para Goiás e Mato Grosso do Sul.

 

No primeiro estado citado os frigoríficos encontram maior facilidade para ampliar as escalas de abate a preços “atraentes”, na comparação com os estados vizinhos.

 

De modo geral, as programações estão bem mais confortáveis na comparação com a situação de um mês atrás, quando o mercado estava praticamente parado. As escalas médias atendem entre quatro e cinco dias.

Foi registrada queda no mercado atacadista de carne bovina com osso. O boi casado de animais castrados ficou cotado em R$9,47/kg, queda de 1,5%. 

O cenário de curto prazo será regido pela evolução da oferta de gado e resposta dos preços da carne.

 

Apesar dos preços mais firmes para a carne sem osso no atacado, a cotação da carcaça cedeu frente à retomada dos abates.

              
Outras notícias
15/12/2017 - Copa: Carne suína brasileira vai dominar os churrascos
15/12/2017 - Brasil vai faturar US$ 6,2 bilhões com exportações de carne
15/12/2017 - Senar/MS amplia as atividades de assistência técnica e gerencial atendendo mais de 1.700 propriedade
15/12/2017 - Senado aprova projeto de lei do Funrural
14/12/2017 - Exportação brasileira de carne bovina in natura deverá fechar dezembro em alta
14/12/2017 - Exportação brasileira de carne bovina in natura deverá fechar dezembro em alta
14/12/2017 - MPF cobra monitoramento eletrônico de aeronaves agrícolas
14/12/2017 - Bezerra gir leiteiro é clonada para melhorar a produção de leite no Brasil
14/12/2017 - Abate de bovinos cresce 9% no 3º trimestre ante 3º trimestre de 2016, diz IBGE
13/12/2017 - Câmara tenta retomar votação dos destaques do Funrural
Mais Notícias
 

Endereço:
Rua Raul Pires Barbosa, 116
Campo Grande/MS

Telefones:
(67) 3341-1444

E-mail:
contato@mnp.org.br