MNP

Notícias

09/05/2017
Fonte: Famasul

Senar Jovem Rural: Programa busca reter talentos no campo e possibilita empregabilidade

Propriedade em Brasilândia aposta na turma piloto que conta 15 alunos

Ter a carteira assinada aos 17 anos parece difícil nos dias atuais, principalmente para quem busca o primeiro emprego. Mas essa é a realidade para 15 jovens que deram início ao Programa Senar Jovem Rural, em Brasilândia, região leste de Mato Grosso do Sul.

Isso foi possível por meio do programa que foi idealizado, em 2016, pelo Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. O Programa Senar Jovem Rural viabiliza o curso de Administração Rural, em nível de qualificação profissional básica, na modalidade de formação inicial para jovens que estão diretamente vinculados à empresa Agropecuária AH, por meio de seus familiares. A iniciativa é uma continuidade das ações sociais e pedagógicas executadas pela Fundação A.H, que pertence à empresa.

Na última sexta-feira (05) aconteceu a aula inaugural do Programa Senar Jovem Rural, no espaço comunitário da Fundação AH da Fazenda Córrego Azul, na zona rural de Brasilândia. O evento contou com a presença da diretora-secretária do Sistema Famasul e coordenadora educacional do Senar/MS, Terezinha Cândido, e do presidente da Fundação AH, Helder Hofig.

“Esse curso será um divisor de águas na vida desses jovens. Nosso objetivo é transformar a vida das pessoas e com esse projeto na propriedade vamos formar sucessores no trabalho com uma bagagem de conhecimento ainda maior que os colaboradores atuais já possuem”, pontua Terezinha.

A iniciativa conta também com o apoio do Sindicato Rural de Brasilândia. “Essa é uma grande oportunidade que esses jovens terão de estudar e trabalhar nas unidades de produção. A empresa é uma das maiores do país. Mais do que seus familiares, eles também fazem parte do negócio”, afirma o presidente da entidade, Adolfo Chorati Cavalhieri.

“Hoje é um dia muito importante para nossa fundação. Esses jovens serão frutos de uma parceria competente da empresa com o Senar/MS. Queremos reter os talentos na área rural e com conteúdo. Daqui um ano eles estarão prontos para o mercado de trabalho seja aqui dentro ou lá fora. Mais que estudos, eles terão experiência e conhecimento”, enfatiza o presidente da Agropecuária AH e da Fundação AH, Helder Hofig.

O curso tem duração de um ano e contará com 880 horas, sendo distribuídas em aulas teóricas, específicas e prática profissional no monitoramento administrativo dos sistemas de produção de agricultura, bovinocultura de corte e suinocultura.

"É um projeto inovador para nossa regional. No cronograma estão programados conteúdos básicos de cidadania, meio ambiente, responsabilidade social, direitos e deveres, comunicação oral e escrita, informática aplicada à Administração Rural, conceitos da administração. Produção, mercadológica, financeira e orçamentária, gestão de pessoas, material e patrimonial e as ferramentas e métodos administrativos envolvem a gestão do negócio”, explica a analista educacional e coordenadora do programa, Elisa Rodrigues.

As aulas já começaram nesta semana dentro da propriedade para a turma piloto. Dayane Alves Lacerda, 16 anos, foi a aluna escolhida para representar os demais na entrega simbólica do kit escolar do curso. A jovem estudante busca no curso um canal para o futuro dela. “Estou muito ansiosa para aprender. A oportunidade está alinhada ao que eu quero. Pretendo cursar medicina veterinária e quero ir para o campo logo aprender sobre a bovinocultura de corte. Além disso, estou bem feliz porque em breve vou receber meu primeiro salário”, declara. 

              
Outras notícias
18/08/2017 - Prêmio busca propriedades rurais de MT que desenvolveram solução inovadora
18/08/2017 - Seguro rural: governo libera R$ 90 milhões para culturas de verão e inverno
18/08/2017 - "O caçador", crônica de Mouzar Benedito da Silva
17/08/2017 - Atividade econômica apresenta crescimento de 0,25% no segundo trimestre
17/08/2017 - Receita regulamenta Refis do Funrural; adesão vai até dia 29 de setembro
17/08/2017 - Amazonas está a um passo de conquistar o título de Estado livre de febre aftosa com vacinação
16/08/2017 - Produtor de MS quer popularizar o preço da pitaya
16/08/2017 - Ricardo Amorim: Agronegócio é o motor do Brasil
16/08/2017 - É A HORA E A VEZ, MULHER
15/08/2017 - Em reunião com Ministro da Justiça, CNA reforça apoio ao parecer da Advocacia-Geral da União (AGU)
Mais Notícias
 

Endereço:
Rua Raul Pires Barbosa, 116
Campo Grande/MS

Telefones:
(67) 3341-1444

E-mail:
contato@mnp.org.br