MNP

Notícias

18/05/2017
Fonte: Globo Rural

Voltamos à crise política quando vencíamos a econômica, diz Maggi

Na Arábia Saudita, ministro da Agricultura disse que está atento aos fatos

 

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse que “não podemos desanimar” ao comentar a divulgação pelo jornal O Globo de delação premiada dos donos da JBS. Em postagens no Twitter, Maggi disse que está “atento aos fatos”, e que vai “esperar informações oficiais”.

Maggi está em viagem oficial ao Oriente Médio, onde negocia acordos comerciais. Da Arábia Saudita, o ministro destacou em suas postagem que o Brasil voltou a viver uma crise política “no momento em que começávamos a vencer a crise econômica”.

Antecessora de Maggi no cargo e uma das principais defensoras da ex-presidente Dilma Rousseff durante o processo de impeachment, a ex-ministra Kátia Abreu, também via Twitter classificou a atual situação como “pesadelo”. No entanto, disse acreditar que o Brasil “sairá maior que tudo isto”.

Senadora pelo PMDB de Tocantins, Kátia defendeu o que chamou de “pacto suprapartidário pela reconstrução do Brasil”.

 

              
Outras notícias
15/12/2017 - Copa: Carne suína brasileira vai dominar os churrascos
15/12/2017 - Brasil vai faturar US$ 6,2 bilhões com exportações de carne
15/12/2017 - Senar/MS amplia as atividades de assistência técnica e gerencial atendendo mais de 1.700 propriedade
15/12/2017 - Senado aprova projeto de lei do Funrural
14/12/2017 - Exportação brasileira de carne bovina in natura deverá fechar dezembro em alta
14/12/2017 - Exportação brasileira de carne bovina in natura deverá fechar dezembro em alta
14/12/2017 - MPF cobra monitoramento eletrônico de aeronaves agrícolas
14/12/2017 - Bezerra gir leiteiro é clonada para melhorar a produção de leite no Brasil
14/12/2017 - Abate de bovinos cresce 9% no 3º trimestre ante 3º trimestre de 2016, diz IBGE
13/12/2017 - Câmara tenta retomar votação dos destaques do Funrural
Mais Notícias
 

Endereço:
Rua Raul Pires Barbosa, 116
Campo Grande/MS

Telefones:
(67) 3341-1444

E-mail:
contato@mnp.org.br