MNP

Notícias

26/09/2017
Fonte: Agraer

Governo abre inscrições para 1º curso online do país na área de “Boas Práticas Agropecuárias”

Campo Grande (MS) – Com o objetivo de modernizar as boas práticas agropecuárias de profissionais que atuam como gerentes, administradores, profissionais de ciências agrárias e proprietários de áreas rurais em Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado, através da Fundação Escola de Governo está com inscrições abertas para o 1º curso online do país na área de boas práticas agropecuárias. Totalmente gratuito, o curso será ministrado por módulos e terá carga horária de 30 horas.

A ação, que tem por objetivo modernizar o programa Precoce MS, idealizado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), incorporou como um dos requisitos a adoção gradual do protocolo de Boas Práticas Agropecuárias – Bovinos de Corte (BPA).

“Acredita-se que o conhecimento é, atualmente, mais importante do que qualquer outro fator de produção, sejam eles recursos naturais, trabalho humano, mão de obra ou mesmo capital. Novos conhecimentos, novas competências e utilização de novas técnicas de produção são prioridades para o meio rural brasileiro. A inovação chegou ao campo e o mundo do agronegócio vive uma era de grandes oportunidades”, relata o secretário Jaime Verruck, titular da Semagro.

O curso de Boas Práticas Agropecuárias – Bovinos de Corte (BPA) foi desenvolvido pela equipe Escola de Governo, em parceria com profissionais da Embrapa, em especial o professor Ezequiel Rodrigues do Valle. No primeiro módulo serão abordados temas como importância e definição do Programa Novilho Precoce, oportunidades para o produtor e verificação, parcerias e resultados. De acordo com a gerente de qualificação e formação da Escolagov, Silvana Marchini Coelho, o conteúdo será apresentado de forma interativa e após a finalização de cada módulo, será apresentado um “quiz” com três perguntas de múltipla escolha, e um questionário com cinco perguntas sorteadas a partir de um banco de questões.

No módulo 2 o tema abordado será a sustentabilidade. Questões como gestão ambiental, gestão social e gestão econômica serão colocadas de forma mais personalizada aos participantes. Já o módulo 3 será direcionado a questão de infraestrutura: Geral, de Confinamento e de Armazenamento de insumos. O quarto módulo será composto por três aulas. Na aula 1: Bem-estar animal, detalhando questões como formação, recuperação e manejo de pastagens. Aula 2: Suplementação Animal dentro da abordagem de identificação animal e controle sanitário e aula 3: Manejo Reprodutivo.

Para o chefe-geral da Embrapa Gado de Corte, Ronney Mamede, o grande objetivo da capacitação é a transferência de tecnologia por meio da capacitação do setor produtivo, apresentando alternativas para aumentar a rentabilidade e melhorar a competitividade dos sistemas produtivos. “Por meio dessas iniciativas o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e a Embrapa, juntos, buscam contribuir para que, mediante melhorias tecnológicas e gerenciais, os consumidores tenham acesso a alimentos seguros e produzidos em sistemas que utilizam práticas voltadas ao bem estar animal, que atendam as legislações ambientais, fiscais, trabalhistas e sanitárias, além de outros benefícios”, declara o chefe-geral da Embrapa, que acrescenta: “Esperamos incrementar na rentabilidade e na competitividade dos sistemas produtivos de bovinos de corte e facilitar o acesso da carne bovina produzida em MS a mercados diferenciados”.

Ao final de todo o processo que será realizado em EAD, o participante deverá responder um questionário avaliativo com 30 questões objetivas. Todos os temas foram selecionados pelos profissionais da Embrapa MS. O curso estará disponível em ambiente virtual nos próximos 60 dias.

Referência

Resultado de uma iniciativa inédita, o 1º curso online do país nessa área irá transferir tecnologia por meio da capacitação do setor produtivo agropecuário sobre o protocolo de Boas Práticas Agropecuárias – Bovinos de Corte, a fim de alavancar a implementação do Programa Precoce MS.

De acordo com o secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis, é mais um passo importante do Governo do Estado na busca pelas ferramentas de modernização, que desta vez chegarão ao alcance ao homem do campo. “É o resultado de um trabalho integrado de servidores estaduais e federais, através dos técnicos da Embrapa, para que pudéssemos entregar esse curso que vem de encontro às expectativas do homem do campo”, definiu Assis.Para saber mais acesse o link.

Rejane Monteiro – Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD)

Foto: David Majella

              
Outras notícias
20/10/2017 - CAMPO GRANDE RECEBE 6ª ENCONTRO DE GESTORES DO AGRONEGÓCIO
20/10/2017 - CMN autoriza ajustes no Manual de Crédito Rural
20/10/2017 - Leite: Agricultura enviará missão ao Uruguai na segunda-feira
20/10/2017 - Brasil sedia reunião internacional sobre EPI na agricultura
19/10/2017 - Famasul pede redução de alíquota de ICMS para saída de gado vivo do MS
19/10/2017 - Valor da produção agropecuária em 2017 é de R$ 535,42 bilhões
19/10/2017 - Famasul se reúne com Assembleia Legislativa para discutir os impactos da paralisação do JBS
18/10/2017 - JBS CANCELA ESCALAS POR TEMPO INDETERMINADO EM MS
18/10/2017 - Agronegócio e o saldo comercial em setembro
18/10/2017 - Presidente do Sistema Famasul solicita apoio ao BB produtores de MS
Mais Notícias
 

Endereço:
Rua Raul Pires Barbosa, 116
Campo Grande/MS

Telefones:
(67) 3341-1444

E-mail:
contato@mnp.org.br