MNP

Notícias

26/04/2018
Fonte: Famasul

Quebra da safra argentina impulsiona exportação sul-mato-grossense de farelo de soja

Exportação de farelo de soja quadriplica entre janeiro e março deste ano em relação a 2017

A quebra da safra argentina mostra que o Brasil, assim como Mato Grosso do Sul, também tem mercado para o subproduto. A exportação do farelo de soja do estado apresentou um aumento de 352% entre janeiro e março deste ano em relação a 2017, representando um total de 118,5 mil toneladas.

Nos últimos três anos, os principais compradores do produto processado são a Tailândia, Indonésia e Holanda. O farelo é utilizado na produção da ração animal, representando 30% da sua composição.

“A quebra da safra argentina trouxe oportunidade para a exportação não só do grão de Mato Grosso do Sul, mas também do farelo, o produto ganha competitividade neste momento.” afirma o técnico do Departamento de Economia do Sistema Famasul, Luiz Gama.  No período analisado, as exportações renderam uma receita de US$ 45 milhões, uma alta de 370% comparada ao mesmo período do ano passado.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul

Foto: João Carlos Castro

              
Outras notícias
23/05/2018 - USDA estima crescimento na safra brasileira de café
23/05/2018 - Senar/MS lança nova vertente de ATeG para organização da ovinocultura em MS
23/05/2018 - Monsanto anuncia 1º investimento em startup brasileira
22/05/2018 - Brasil tem a maior biodiversidade do mundo
22/05/2018 - Ondas de frio intenso serão mais frequentes este ano e ameaçam o campo
21/05/2018 - Nota - Apoio à paralisação dos caminhoneiros
21/05/2018 - Em Dourados, encontro técnico apresenta cenário favorável para fruticultura em MS e no Brasil
21/05/2018 - Exportação da carne bovina sul-mato-grossense apresenta aumento superior a 5% em 2018
21/05/2018 - Semana começa com temperaturas baixas no Centro-Sul
18/05/2018 - Viés de baixa perde força no mercado do boi gordo
Mais Notícias
 

Endereço:
Rua Raul Pires Barbosa, 116
Campo Grande/MS

Telefones:
(67) 3341-1444

E-mail:
contato@mnp.org.br